RELAÇÃO ENTRE AS VARIÁVEIS COMPORTAMENTAIS E O DESEMPENHO ACADÊMICO: UM ESTUDO COM ACADÊMICOS DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS

Alessandra Gregolin Polese, Sandro César Bortoluzzi, Ricardo Adriano Antonelli

Resumo


Este estudo tem como objetivo identificar a relação entre as variáveis comportamentais e o desempenho acadêmico nos cursos de Ciências Contábeis e Administração de uma IES pública. A pesquisa é classificada como quantitativa e descritiva. Os dados foram coletados de forma primária por meio de um questionário aplicado a 74 acadêmicos do curso de Ciências Contábeis e a 57 acadêmicos do curso de Administração, com base em cinco constructos psicológicos: autoestima, autoeficácia, autocontrole, otimismo e lócus de controle. Os principais resultados sugerem que: (i) as mulheres possuem melhor desempenho em relação aos homens; (ii) a variável comportamental “autocontrole” apresentou relação com o rendimento acadêmico; (iii) a idade do discente não influencia no rendimento acadêmico; (iv) a variável comportamental autoestima não apresentou relação com o desempenho do acadêmico; e, (v) o estado civil do acadêmico também não apresentou relação com o seu rendimento. De forma geral, percebeu-se que a maior parte das variáveis comportamentais pesquisadas não apresentam relação significativa com o desempenho dos acadêmicos envoltos na análise, com exceção da variável autocontrole, que se mostra uma aliada dos estudantes ao considerar que pensar nas consequências das ações antes de tomar uma decisão e conseguir fazer a melhor escolha frente às situações influem na possibilidade de se obter um melhor rendimento acadêmico. Conclui-se que esses resultados trazem implicações práticas: aos estudantes, uma vez que podem utilizá-los para uma autorreflexão; aos familiares, fomentando o apoio ao discente na minimização dos fatores comportamentais que impactam no desempenho acadêmico; aos órgãos governamentais, na possibilidade de desenvolver políticas públicas e educacionais para mitigar os fatores que impactam no desempenho acadêmico e aos coordenadores de cursos, possibilitando o desenvolvimento de ações de gestão de apoio ao discente. A pesquisa também traz contribuições teóricas, buscando compreender o problema a partir de uma amostra diferente em relação às pesquisas anteriores, além de contribuir no preenchimento de lacunas da literatura sobre o tema e trazer novas evidências que refutem ou confirmem as hipóteses de pesquisas anteriores.

Palavras-chave: Desempenho Acadêmico. Variáveis Comportamentais. Ciências Contábeis. Administração.

https://doi.org/10.21714/2446-9114RMC2019v20net01


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Alessandra Gregolin Polese, Sandro César Bortoluzzi, Ricardo Adriano Antonelli

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 ISSN: 2446-9114 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

 

INDEXADORES
A Revista Mineira de Contabilidade (RMC) está indexada nos diretórios e bases que seguem:

Base Atena

Citações - Google Acadêmico

DOAJ (Directory of Open Access Journals)

DOI (Digital Object Identifier System Handbook)

LATINDEX (Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de America Latina, el Caribe, España y Portugal. UNAM, Universidad Nacional Autónoma de Mexico) 

Spell (Scientific Periodicals Electronic Library)

Sumários.org (base indexadora de periódicos científicos brasileiros)

 

Directory of Open Access Journals   Resultado de imagem para latindex