POLÍTICA DE DIVIDENDOS E DESEMPENHO ECONÔMICOFINANCEIRO: UM ESTUDO NAS COMPANHIAS DO ESTADO DE MINAS GERAIS

Altieres Frances Silva, Rainer Silva de Oliveira, Guilherme Freitas Cardoso, Kárem Cristina de Sousa Ribeiro

Resumo


A relação entre a política de dividendos e o desempenho econômico-financeiro das organizações permite analisar aspectos relevantes quanto às características dos mercados. Considerando que o desenvolvimento nacional envolve a compreensão das diferenças regionais, este artigo teve como objetivo analisar essa relação, entre política de dividendos e desempenho econômico-financeiro, para as companhias listadas na Bolsa de Valores do Brasil (B3) e sediadas no estado de Minas Gerais. Utilizou-se a base de dados Economatica para a obtenção do grupo de variáveis proxy da política de dividendos (dividendos pagos, dividendos pagos por ação e dividend yield), do desempenho econômico financeiro (ROA, ROE, lucro líquido, lucro por ação e liquidez) e de controle (ativo total). Aplicou-se a correlação canônica para a verificação das associações. Os resultados demonstraram que, de 2010 a 2017, a política de dividendos das companhias analisadas correlacionou-se de modo positivo com as variáveis proxy do desempenho econômico-financeiro, exceto com a liquidez. As associações mais fortes obtidas foram entre os dividendos pagos e as variáveis lucro líquido e ativo total, sugerindo-se, assim, que a distribuição de dividendos é fator de interesse nessas companhias, contrariando a Teoria da Irrelevância dos Dividendos. O modelo proposto apresentou margem de redundância total de 0,3124, indicando que as variáveis independentes utilizadas explicam 31,24% da variância média das variáveis utilizadas como proxy da política de dividendos. A presente pesquisa apresentou informações relevantes quanto às características das empresas de uma importante região econômica e forneceu subsídios para o desenvolvimento de futuras pesquisas que avancem nas análises desenvolvidas – sob uma ótica regional.

Palavras-chave: Política de dividendos. Desempenho. Minas Gerais. Correlação Canônica. Regionalidade.

https://doi.org/10.21714/2446-9114RMC2019v20n3t06


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Altieres Frances Silva, Rainer Silva de Oliveira, Guilherme Freitas Cardoso, Kárem Cristina de Sousa Ribeiro

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 ISSN: 2446-9114 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

 

INDEXADORES
A Revista Mineira de Contabilidade (RMC) está indexada nos diretórios e bases que seguem:

Base Atena

Citações - Google Acadêmico

DOAJ (Directory of Open Access Journals)

DOI (Digital Object Identifier System Handbook)

LATINDEX (Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de America Latina, el Caribe, España y Portugal. UNAM, Universidad Nacional Autónoma de Mexico) 

Spell (Scientific Periodicals Electronic Library)

Sumários.org (base indexadora de periódicos científicos brasileiros)

 

Directory of Open Access Journals   Resultado de imagem para latindex